sexta-feira, 15 de maio de 2015

TEATRO MARIA MATOS | «Gender Trouble» | ATÉ 18 JUNHO | LISBOA




«Vinte e cinco anos após a sua publicação, em 1990, o livro Gender Trouble. Feminism and the Subversion of Identity da filósofa Judith Butler continua a marcar não só a investigação académica, e os movimentos feministas e LGBTQI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Trangénero, Queer e Intersexo), como também a criação artística. Gender Trouble reconfigura o pensamento e as formas de ação em torno do género e das sexualidades, revolucionando os Estudos de Género, os feminismos contemporâneos, os Estudos de Performance e o desenvolvimento da teoria queer, pelo reposicionamento conceptual do género como performatividade. Butler afirma que o género não é uma categoria ontológica, mas que “se faz”, que “se constrói”, que é, em última análise, performance. Significa isto que o género não exprime uma “verdade” interior, sendo antes o resultado de um conjunto de atos e gestos reiterados, cuja cristalização confere uma aparência de um núcleo interno, de substância». Continue a ler.



O excerto anterior é sobre um Projeto em curso - Gender Trouble -  no Teatro Maria Matos. É dele a  programação que se segue:



E para  uma das próximas realizações:



Sem comentários:

Publicar um comentário