sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

«ESTADO DE SAÚDE E ATIVIDADE FISICA DA POPULAÇÃO IDOSA»

  
 Politécnico de Viana lança investigação sobre estado da População Idosa
   
A noticia está na Newsletter Ciencia.net,  e tendo presente  as problemáticas relacionadas com o  envelhecimento nos dias de hoje é reconfortante sabermos de projetos como o seguinte:
«O projeto “Estado de Saúde e Atividade Física da População Idosa”, desenvolvido pela Escola Superior de Desporto e Lazer do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, sedeada em Melgaço, acaba de ser classificado como “Excelente”, conseguindo um financiamento de 200 000 euros para a sua execução no recente concurso promovido pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia». Mais dados sobre o projeto: 
«Coordenado por Pedro Bezerra, enquanto investigador principal, o projeto ficará assim sedeado na ESDL-IPVC, reunindo uma equipa de investigadores do Politécnico de Viana e da Unidade Local de Saúde do Alto Minho [ULSAM].
 “Este projeto irá avaliar o estado de saúde e a atividade física de idosos durante os dois anos da sua implementação”, explica Pedro Bezerra, Docente da ESDL-IPVC.
A investigação em causa propõe criar uma base de dados, incluindo marcadores biológicos, níveis de aptidão física e auto-perceção do estado de saúde daquela população, e analisar a associação entre estes parâmetros.
O projeto permitirá ainda “observar no tempo as alterações de saúde e as relações entre marcadores biológicos, aptidão física e auto-perceção do estado de saúde esclareceu ainda o Investigador do Politécnico de Viana.
Pretende-se “compreender as alterações da função neuromuscular e impacto na realização das tarefas diárias” adianta ainda a propósito dos objetivos desta investigação “e participar no desenvolvimento de informação útil à prescrição de exercício em populações idosas” esclarece o Docente.
“Em suma”, remata Pedro Bezerra, “o projeto permitirá fornecer informações para a investigação na área da terceira idade e as componentes da saúde inerentes a essa faixa etária.”».
De facto, Planear o Futuro, também nestes domínios, começa agora, para não dizermos antes, e para isso quanto mais conhecimento, melhor. Aproveitemos para lembrar:


GÉNERO E ENVELHECIMENTO

ver coluna da direita

E também uma boa ocasião para recordar que o ano 2012 foi o Ano Europeu do Envelhecimento Activo e da Solidariedade entre Gerações  e o site português continua aí para ser visitado onde, por exemplo, podemos ver testemunhos como o de Teolinda Gersão de quem são estas palavras:
«(...) Voltando agora a recentrar a pergunta no senso comum e na experiência vivida aqui e agora: Envelhecer tem, como sabemos, uma forte componente psicológica. Se a nível físico as alterações do organismo se manifestam, de modo mais ou menos semelhante, a nível psicológico a vivência do envelhecimento é muito diversa. Há quem se sinta derrotado e se resigne a ir perdendo o tempo, há quem nem sinta o envelhecimento porque está demasiado ocupado e interessado no que se passa à sua volta para sequer dar conta de que envelhece». Continue aqui. Lá  podemos ler também notícias como esta em torno da Violência contra Mulheres Idosas no contexto das famílias.

Ano Europeu do Envelhecimento Activo e da Solidariedade entre Gerações

E lembremos também o endereço do site europeu  para o ano Ano Europeu do Envelhecimento Activo e da Solidariedade entre Gerações cujo propósito certamente se deseja prolongar por muitos anos, por todos anos, e reflectir no que lá se encontra: Preocupa-o envelhecer? Ou o seu papel na sociedade quando tiver 60, 70 ou 80 anos? Há muito para viver depois dos 60, e a sociedade está a valorizar cada vez mais a contribuição das pessoas idosas.  É isso que significa envelhecimento activo: tirar mais e não menos partido da vida à medida que se envelhece, tanto no trabalho como em casa ou na comunidade. E isso não só afecta cada pessoa individualmente, mas também a sociedade no seu conjunto. Para terminarmos, uma boa ocasião para regressarmos a um post recente: LIMA DUARTE AOS 82 ANOS.

Sem comentários:

Publicar um comentário