quinta-feira, 8 de novembro de 2012

PRÉMIO IGUALDADE É QUALIDADE




A Mónica Guerreiro trouxe-nos o recorte do anúncio do jornal, a Margarida Silva digitalizou a imagem, e deste modo se fez o momento deste post. Agora é só  acrescentar os links para saber mais  sobre o Prémio no site da CITE e da CIG . Pode até não se gostar particularmente de «Prémios», mas tal como acontece nas «quotas para mulheres», gosta-se do que eles podem provocar. No caso deste «Igualdade e Qualidade», por exemplo, no domínio da «conciliação entre a vida familiar e a profissional», e se quisermos apenas olhar para as  Administrações Públicas, caso se acredite no impacto que pequenos atos podem ter na qualidade dos serviços prestados, por vezes uma pequena alteração no horário de uma trabalhadora ou de um trabalhador, ou até a aposta no trabalho à distancia, - aliás estimulados pelas políticas públicas - pode fazer milagres. Mas não, insiste-se em horários uniformizados quando tal não é minimamente reclamado em inumeras situações de trabalho. Entretanto, aguardemos pelos premiados para com eles aprendermos. 


Sem comentários:

Publicar um comentário